Queda de 10% na multa do FGTS

   Em novembro de 2019 foi estabelecido o fim da Multa do Adicional de 10% sobre o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para as demissões sem justa causa. Multa essa que foi criada em 2001, em favor da Caixa Econômica Federal.

   Para os trabalhadores não muda nada, pois o cálculo segue sendo realizado sobre os 40% do saldo do FGTS, os beneficiários desta medida provisória são as empresas, que deixarão de pagar os 10% sobre o FGTS para a Caixa Econômica.

   Ao acabar com a multa adicional, o governo ajuda a reduzir os encargos trabalhistas e, ao mesmo tempo, a recompor o orçamento de 2020 que poderá contar com mais espaço para gastos. Isso porque o governo arrecada os recursos e os repassa ao FGTS. Ao fazer esse pagamento, os valores contribuem para elevar o teto de gastos.

   Acessem o site e confiram mais informações e as atualidades do mercado contábil.